segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Exercícios para controlar a ansiedade

Como dominar a ansiedade
Por Marjorie Umeda

Viver com a mente agitada, aflita com o que pode acontecer entre o agora e o daqui a pouco e com a sensação de que alguma coisa está errada. Sentir a respiração acelerada e o coração batendo mais forte.

Todo mundo já passou por isso. Por mais incômodo que seja, não há mal em experimentar um pouco de apreensão e expectativa em momentos específicos, como aquele que antecede um novo trabalho.

“Na dose certa, a ansiedade nos impulsiona e nos ajuda a buscar soluções para os contratempos”, diz Leonardo Gama Filho, psiquiatra, chefe da psiquiatria do Hospital Municipal Lourenço Jorge, no Rio de Janeiro.

O problema aparece quando, dia após dia, sem um motivo aparente, você é vítima desses sintomas. Sentir um misto de medo e agitação tem o seu valor e garantiu a evolução da nossa espécie.

“No tempo das cavernas, por exemplo, a ansiedade sinalizava que era hora de tomar uma atitude – se defender ou atacar”, explica Mariângela Savóia, psicóloga do Ambulatório de Ansiedade do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo.

Nos dias de hoje, entretanto, o risco iminente de ser surpreendida por um animal selvagem não existe mais, ainda assim, por causa das tarefas a cumprir e dos papéis a desempenhar, muitas de nós vivemos com a sensação de que o perigo está à espreita. Segundo dados do Ambulatório de Ansiedade do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo, 25% da população tem, teve ou terá o transtorno de ansiedade – sendo que há três mulheres para cada homem com o problema.

Esse quadro aparece quando o sentimento fica fora de controle e pode se manifestar na forma de fobias ou até mesmo como a síndrome do pânico. Os sintomas são fisiológicos (como taquicardia e falta de ar), comportamentais (quando você evita lugares e pessoas) e psicológicos (uma sensação de inquietude). Entre uma leve apreensão e o transtorno diagnosticado, existe um estado intermediário – e é desse que vamos ajudá-la a sair. É aquela ansiedade que não compromete profundamente a sua vida, mas atrapalha as relações, porque você vive sob tensão.

O desconforto aumenta sempre que se sente mais requisitada, como no fim do ano. Se está nesse estágio, calma, ainda dá para virar o jogo. Coloque em prática as dicas a seguir e passe a encarar a vida com mais equilíbrio!

1. E se...
A ansiedade sempre aparece quando você antecipa – tragicamente – uma situação. Como se uma voz interna criasse, incessantemente, versões cada vez mais complicadas da realidade. Num momento de crise, a ansiosa começa a pensar:

“E se eu perder o meu emprego? E se eu não conseguir pagar o aluguel? E se eu for despejada?” Perceba: sempre que há um pensamento ansioso, capaz de alimentar sua mente com possibilidades assustadoras (e pouco prováveis de acontecer), a frase começa com e se... Nessa conversa interna, você superestima as conseqüências de um problema ao mesmo tempo que subestima a sua capacidade de lidar com ele.

“É preciso reconhecer o perigo do discurso ‘e se’ para reassumir o controle da situação. Esse é o primeiro passo”, diz o psicólogo americano Edmund Bourne, autor do livro Acabe com a Ansiedade Antes Que Ela Acabe com Você, editora Gente. A etapa seguinte é desmontar racionalmente, frase por frase, todos os argumentos que estimulavam a sua inquietação.Identifique os pensamentos distorcidos Escreva em um papel tudo o que você fica se dizendo que começa com as palavras e se.

Avalie probabilidades. Seja sincera consigo mesma e veja qual é a probabilidade real do seu pensamento ser coerente com a realidade. Se você pensa, por exemplo, que pode perder o emprego por causa da crise econômica mundial, avalie qual é o risco disso realmente acontecer. Uma vez que ocorra, imagine qual é a possibilidade de você ficar sem teto do dia para noite. Faça esse questionamento com qualquer pensamento negativo que aparecer. Coloque fé no seu valor .Olhe para sua capacidade.

Se o pior acontecer, quem disse que não haveria chances de se reerguer? Se muita gente passa por isso, por que você seria a única a não reagir? Ao fazer esse exercício, consegue olhar com mais clareza para o presente e ter uma previsão menos ameaçadora do futuro mais próximo. Com isso, o nível de ansiedade diminui.

2. Respire certo!
Preste atenção na sua respiração agora. Quando você está ansiosa, respira mais rapidamente, com a parte de cima dos pulmões, de modo curto. Isso não acontece só durante uma crise de ansiedade, mas quando você anda preocupada demais.
O problema é que, respirando assim, dificilmente consegue relaxar. “Exercícios de respiração são importantes porque é impossível acalmar os pensamentos com a respiração descontrolada”, diz a psicóloga Mariângela Savóia.

Três minutos por dia, só três minutinhos (o tempo que você leva para fazer o exercício abaixo), trazem um efeito calmante que interfere no seu dia inteiro. Pode ser até menos – quanto estiver nervosa, pare e respire profundamente.
Reservar um tempinho para prestar atenção na respiração, no movimento do seu tórax, tira o foco dos pensamentos e faz você se conectar também com o seu corpo. Isso, por si só, já a aproxima da realidade e tem um efeito muito relaxante.- Sente-se em um local confortável. - Coloque a mão sobre o abdômen. - Inspire bem lentamente, tentando levar o ar para a parte de baixo dos pulmões – até sentir a mão apoiada no abdômen subir. - Perceba que, ao inspirar, o abdômen se expande e o seu peito quase não se move. - Expire – pelo nariz ou pela boca. - Repita dez vezes. Para manter um ritmo lento e constante, conte até quatro para inspirar e também para expirar.

3. Seja flexível
Resiliência é uma palavra que está na moda, mas que nem todo mundo sabe o que quer dizer. É um misto de resistência e flexibilidade. Pense em um bambu no vendaval. Ele quase encosta no chão (flexibilidade), mas não quebra (resistência). E depois que o vento passa, volta para o lugar. “Ser resiliente é lidar bem com as adversidades do dia-a-dia. Você consegue fazer isso olhando para o fato em si, sem se ater ou se deixar levar pela emoção que ele causa”, diz a psicóloga Mariângela.

Esse não é um passo fácil de ser dado nem é de execução imediata. Envolve uma mudança importante no modo como você aceita e reage a uma situação frustrante. Mas, uma vez que consegue ser mais flexível com a realidade, que nem sempre é como deseja, menor o risco de viver ansiosa. Veja abaixo as sugestões da psicóloga. Ao ter um problema, olhe para ele “Fazer de conta que uma situação desagradável não existe, só afasta mais você da realidade e também rouba tempo para resolver a questão da melhor maneira”, fala a especialista. Foque sua atenção na situação. Independentemente da emoção que determinado contratempo traz a você, concentre seus esforços em buscar uma solução, em vez de se perder em devaneios, questionando o seu valor só porque tem uma adversidade.

Acredite que você está mais forte Guarde cada problema resolvido como repertório para sua vida. Ninguém gosta de ter problemas, mas, se você passa por eles, sai mais forte e melhor preparada para os próximos – que sempre virão!

4. Rasge a fantasia de mulher-maravilha!
Em outras palavras, diminua a expectativa que você mesma coloca sobre os seus ombros de ser sempre mais e melhor. “A necessidade de ser perfeita em tudo gera muita ansiedade”, fala Leonardo. Isso tem a ver, claro, com as expectativas da sociedade em que vivemos, mas também com o discurso interno de cada um, que diz, por exemplo, que você não pode fazer ginástica porque precisa trabalhar mais e mais e mais. Para sair dessa armadilha, escolha em que papel você quer se dedicar mais agora – o que não signifi ca que não pode mudar de idéia depois.

“A gente quer ser inteligente, rica, bonita, bem relacionada, ótima mãe, filha exemplar, esposa nota 10 e funcionária do mês. Precisa priorizar onde você quer ser boa mesmo”, diz Cecília Russo Troiano, psicóloga, de São Paulo, e autora do livro Vida de Equilibrista – Dores e Delícias da Mãe que Trabalha, editora Cultrix. Quando você aceita que não dá para ser ótima em tudo o tempo todo, espera menos de si mesma e deixa de ser vítima fácil dessa apreensão.


36 comentários:

Daniela Santos disse...

Obrigada!
Sou uma pessoa muito anciosa, o que me atrapalha muito em meu trabalho e conversas e estou buscando falmas alternativas de me tratar.
Vlw

Bel Bezerra disse...

Daniela, fico feliz em poder ajudar, se quiser conversar mais reservadamente comigo, meu email é isabelinha105@gmail.com
Os transtornos causados pela ansiedade nos castram e tolem em demasia nossa vida, mas tenha a certeza que tem cura, eu sou a prova viva disso. Um beijo.

silvana disse...

Eu não aguento mais, essa ansiedade que sinto SEMPRE por qualquer coisa está atrapalhando muito minha vida, queria encontrar uma solução para acabar com isso, mas parece que nada funciona.

Bel Bezerra disse...

Silvana, não deixe de acreditar que a ansiedade tem cura SIM. Já passei por alguns terapeutas mas somente uma, Dra Sylvia Pabst conseguiu me centrar e reduzir em mais de 80% minha ansiedade, tudo me vinha de forma muito grandiosa que me atrapalhava e nada dava certo se quiser posso te passar os telefones dela, converse que tenho certeza que você estará no caminho de sua cura.
Se quiser me escrever mais reservadamente, meu e-mail é isabelinha105@gmail.com será um prazer poder te ajudar de alguma forma!
Grande beijo no coração.

Kenia Chan disse...

nossa muito obrigado. eu acho que vou ter um ataque cardiaco de tanta ansiedade

Bel Bezerra disse...

Kenia, a psicologa que mencionei fica no Rio de Janeiro mas vou postar os telefones dela, quem sabe você não consegue um tempo para conversar com ela?

Sylvia Pabst
Cel (021)8793-1134
Cons (021)2467-7139
Email sypabst@terra.com.br

SE quiser conversar me escreva, será um prazer ok?

Namastê

Paloma disse...

obrigada vou tentar na minha casa, apesar do meu problema ser um pouco mais elevado!
tenho 16 anos e fui mae aos 15 e desde de quando fiquei gravida sinto falta de ar, coraçao acelerado, e etc gostaria de uma ajuda por favor me ajude nao aguento mais , eu so naO queria tomar calmante !!
obrigada Deus abeçoe !

Paloma disse...

me ajude tenho 16 anos e fui mae aos 15, desde de quando fiquei gravida sinto muita falta de ar e o coraçao acelerado!
e me sinto incapaz de tudo me exclui de amigos lugares entre outros!
peço ajuda pois nao aguento mais !
eu so nao queria tomar calmante!
me ajude!

Bel Bezerra disse...

Paloma,

Sei que é difícil, mas procure não entrar em desespero, só vai agravar mais sua ansiedade.
Você mora no Rio de Janeiro? No post acima eu cito uma grande amiga e telefone que pode muito te ajudar,ela é psicóloga, pode falar em meu nome, converse com ela.
Se quiser me escrever em particular para conversar melhor, fique a vontade.
Dê notícias e não se sinta sozinha, falar faz muito bem ok?
Te aguardo.

Namastê.

Marcelo disse...

eu passo por isso hà anos e tem épocas que consigo lidar melhor com a ansiedade mas ultimamente ela está em todo lugar, toda hora...parece que quando eu deito e tento relaxar...ela vem com tudo e aí tenho que tomar a medicação e segurar a onda.(o que é mto difícil)já cheguei a sair dos lugares...deixar minha namorada pra sair do ambiente que estava me sentindo mal...é mto ruim...preciso de ajuda tbm...pois já passei por 4 medicações diferentes e parece que nada dá certo....(ônibus nem pensar,dirijo meu carro rezando pra chegar em casa sem ter transito...)não consigo me concentrar nem pra trabalhar e estudar.....e mail: marcelo_tst2010@hotmail.com

Marcelo disse...

eu passo por isso hà anos e tem épocas que consigo lidar melhor com a ansiedade mas ultimamente ela está em todo lugar, toda hora...parece que quando eu deito e tento relaxar...ela vem com tudo e aí tenho que tomar a medicação e segurar a onda.(o que é mto difícil)já cheguei a sair dos lugares...deixar minha namorada pra sair do ambiente que estava me sentindo mal...é mto ruim...preciso de ajuda tbm...pois já passei por 4 medicações diferentes e parece que nada dá certo....(ônibus nem pensar,dirijo meu carro rezando pra chegar em casa sem ter transito...)não consigo me concentrar nem pra trabalhar e estudar.....e mail: marcelo_tst2010@hotmail.com

Marcelo disse...

eu passo por isso hà anos e tem épocas que consigo lidar melhor com a ansiedade mas ultimamente ela está em todo lugar, toda hora...parece que quando eu deito e tento relaxar...ela vem com tudo e aí tenho que tomar a medicação e segurar a onda.(o que é mto difícil)já cheguei a sair dos lugares...deixar minha namorada pra sair do ambiente que estava me sentindo mal...é mto ruim...preciso de ajuda tbm...pois já passei por 4 medicações diferentes e parece que nada dá certo....(ônibus nem pensar,dirijo meu carro rezando pra chegar em casa sem ter transito...)não consigo me concentrar nem pra trabalhar e estudar.....e mail: marcelo_tst2010@hotmail.com

Bel Bezerra disse...

Marcelo,
Perdoe-me pela demora mas estava afastada cuidando da saúde de meu filho. Vou lhe responder pelo email que você me enviou ok?
Me aguarde e não se desespere com a ansiedade, senão ela toma conta da gente e temos que ter em mente que somos mais forte do que ela.
Fica na Luz! Namastê.

Anônimo disse...

Eu eu me chamo elaine, ultimamente ando muito ansiosa,depois que minha mãe foi internada na uti a ansiedade me veio com tudo,minha mãe já tá em casa e curada e eu não sei porque continuo ansiosa, um aperto no peito,falta de ar e a noite é horrivel pra mim, me ajude, sou de salvador ba. bjus fique com Deus

Anônimo disse...

Eu eu me chamo elaine, ultimamente ando muito ansiosa,depois que minha mãe foi internada na uti a ansiedade me veio com tudo,minha mãe já tá em casa e curada e eu não sei porque continuo ansiosa, um aperto no peito,falta de ar e a noite é horrivel pra mim, me ajude, sou de salvador ba. meu emai- elaineborgges@hotmail.com bjus fique com Deus!

Bel Bezerra disse...

Olá Elaine!
Estarei te respondendo por email.
Um beijo.
Namastê!

Anônimo disse...

me chamo lais, e estou passando por uma bola de neve de tantos problemas que tenho sobre meus ombros, estou com medo de dormir, e sinto muita dor no peito, falta de ar, as vezes ate tenho medo de morrer, a ansiedae vem tao forte q acho que vou morrer, ai piora os sintomas, da medo....eu tbm queria ficar boa sem ter q tomar calmante, pois tenho minha filha pequena...me ajude
lazinha_2411@hotmail.com

Bel Bezerra disse...

Olá Laís, estarei te respondendo por email devido a delicadeza de sua saude ok?

Paz Profunda.

Anônimo disse...

Gostei muito do seu blog, eu estava fazendo uma pesquisa sobre ansiedade e achei o seu blog e o site: www.priscilamonteiro.psc.br bastante informativos.

SENAI M1M ADM disse...

Não estou podendo trabalhar, devido, em parte, a ansiedade. Socorro!

Bel Bezerra disse...

Olá Senai,

Sei que é muito difícil, mas não deixe o desespero tomar conta de você, só vai deixá-lo mais desnorteado.

A primeira atitude a ser tomada é procurar ajuda de um terapeuta (psicólogo), é fundamental saber o que disparou esse "alarme" e trabalhar para resolver as pendências emocionais, que com o passar do tempo vão se acumulando e quando nosso organismo não aguenta mais, explode na maioria das vezes em crises de ansiedade tão fortes que podem nos levar a verdadeiras crises de pânico que é justamente a ansiedade exacerbada em sua forma mais aguda.

O profissional mais qualificado para tratar a nível de medicamento, quando necessário, é o psiquiatra, existem medicações que nos aliviam esse transtorno que nos sufoca a alma e tolhe a nossa rotina como um furacão em tormentas.

Fique tranquilo, você não está só, você, eu e milhares de pessoas passaram ou passam pela ansiedade, é um dos males do século.

O que é super importante nesse momento é você se estabilizar, tirar essa angustia e o medo que essa ansiedade nos causa. Procure o medico, as vezes é muito difícil só a psicoterapia, é um tratamento que depende um do outro para alcançarmos a cura/controle da ansiedade.

No meu blog tem várias matérias que exploram esse assunto, procure ler, conhecendo melhor o que é, o que causa,yem exercícios respiratórios, é fundamental a respiração, acredite, ela pode inclusive impedir que a ansiedade se instale ou piore!

Se você morar no Rio,eu posso te indicar os profissionais que cuidaram de mim, são fantásticos e tenha a certeza, eu saí do fundo do poço e você também vai sair dessa! ACREDITE! CONFIE!

Paz Profunda!

Bel Bezerra

Anônimo disse...

teste

Anônimo disse...

olà pessoal tudo bem? bom eu sou o marcelo do comentario anterior...
estou ¬a disposicao para ajudar quem sofre da ansiedade e panico, eu uso remedio hà muito tempo mas a superacao è a grande arma pra isso tudo...gostaria de compartilhar um pouco da minha vida aqui com voces:
ha 4 meses atras tinha um emprego,um negocio,fazia faculdade,praticava artes marciais,tinha uma namorada com quem pretendia noivar;
nao sei o que aconteceu uma marè de azar...ou uma macumba muito forte heeheh...perdi tudo; roubaram meu carro sem seguro perdi 30 mil reais(2 horas com revolver na cabeca), fiquei uma pilha, minha namorada terminou comigo,tranquei a faculdade,fechei o minha academia,sem falar que sou pai solteiro e tenho 2 filhos que eu cuido.bom e agora?? acho que nem a bel ficou sabendo disso...
aì pensei: vou fazer uma besteira....pensei 1,2,3 vezes...comversei com Deus, respirei fundo...e decidi encarar um outro desafio: sair do Brasil, parece loucura pra quem sente a ansiedade todo dia e nao pode ficar sem remedio nè pessoal? claro que eu pensei na possibilidade do remedio acabar, tanto è que hoje ele acabou ehehehe mas amanha ja tenho consulta marcada...e vou resolver isso.mas enfim...sò de pensar em entrar no aviao, ficar esperando sozinho no aeroporto o voo da escala...sò de pensar dava tontura...mas aì eu pensei: eu vou!
comprei a passagem e vim...estou na irlanda faz 2 meses...continuo com a doenca mas nao deixei de viver, conheci uma pessoa hà um mes com quem estou namorando a 2 dias rsss è uma pessoa fantastica.nao posso deixar a medicacao senao entro em crise; entrei 2 vezes aqui por achar que estava tudo bem...mas agora estou bem....a dica è a seguinte: tente se superar, se nao consegue supere com a medicacao, pois è uma experiencia propria.....imagina se eu tivesse feito besteira....eu acreditei e consegui estar aqui agora....jà andei de onibus sem estresse...pessoal nao deixem a peteca cair...superem se. se precisarem conversar comigo meu e mail è marcelo.tst2011@gmail.com vou ajudar e compartilhar minha experiencia de vida com vcs e tentar ajudar a buscar a felicidade e consequentemente a cura....Deus è maior...conversem con Deus antes de deitar e pecam a ele em oracao a protecao divina...que tenho certeza que ele atenderà.
abraco a todos!!!! e Curtam a vida...

Bel Bezerra disse...

Prezado Marcelo,

Fiquei mega feliz com seu depoimento, foi incrível, sua coragem, determinação e o mais importante: você não desistiu!

Essa é a grande magia,não desistir nunca, associado a isso procure fazer uma psicoterapia, tenho certeza que você vai encontrar sua saída, só quem passou por essa tormenta sabe a tempestade escura que nossa alma enfrenta.

Deus sempre nos dá uma nova chance de um novo recomeço,não temos como mudar o passado ,mas temos como fazer um novo fim, já dizia Chico Xavier, refaça sua história, refaça sua vida, com certeza o verdadeiro amor não se abala com os obstáculos,pelo contrário nos dá força e apoio para seguir em frente.

Continue com essa força interior maravilhosa, essa fé que é o que nos move e nos fortalece a cada dia. Viva sim e muito, um dia de cada vez.

Continue orando, tomando sua medicação e não deixe de procurar a psicologia,é fundamental você encontrar o que desencadeou esse transtorno e desativar esse "gatilho" .

Fique a vontade para escrever sempre que quiser, converse, desabafe, seja por aqui ou pelo meu email. a minha vivência nessa turbulência foram de 10 anos.Eu venci e você também vai vencer, acredite!Só não consigo ainda entrar em um avião...me dá pânico só de pensar!!!!rsrsrsr. Mas eu chego lá...isso é apenas aresta.

Jesus te Ilumine, te guie, te guarde,hoje e sempre.

Paz Profunda!

Bel Bezerra

jacqueline sousa disse...

eu sou Jacqueline sou uma pessoa extremamente aciosa e sofro muito com isso.fico insegura e com muito medo acho que esta ate prejudicando minha saúde.você esta me ajudando muito através de você pude acreditar que meu problema tem solução.

Bel Bezerra disse...

Olá Jacqueline!

Que bom ler isso, e tenha mesmo a certeza de que você vai sair desse quadro de ansiedade, só de já ter essa postura você já é uma vencedora!

Me escreva quantas vezes sentir vontade, se quiser conversar, desabafar, faz bem a gente.

Paz Profunda !

Bel Bezerra

Anônimo disse...

olà, aqui è marcelo novamente...tudo bem com voces?comigo està tudo bem, muito frio na irlanda e muita ansiedade pra controlar...mas vou levando a vida...descobri outra forma pra controlar a ansiedade, quando estiver ruim converse com Deus, peca protecao divina de seus anjos da guarda...concentre se, isso ajuda muito.
abraco a todos se precisarem: marcelo.tst2011@gmail.com

Bel Bezerra disse...

Oi Marcelo!
Que bom ter notícias suas e mais ainda por descobrir novos caminhos para a sua ansiedade, aliás o "Crer" ter "Fé" são determinantes para o processo de cura.
Estou orgulhosa!
Grande abraço.

Paz Profunda!
Bel Bezerra.

Bel Bezerra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
FLOR disse...

OLÁ BEL!!!! DEVIDO HÁ ALGUNS ACONTECIMENTOS EM MINHA VIDA, VENHO SENTINDO SINTOMAS PARECIDOS COM OS CITADOS. GENTEEE ´É UMA ANGUSTIA ENORME,PAREÇE QUE TUDO VAI ACABAR, FALTA DE AR,FICO FRACA, CORAÇÃO ACELERADO, PENSO QUE VOU ATÉ DESMAIAR OU TER UMA TAQUICARDIA!!! CHORO MUITO COM MEDO, E SEMPRE QUE CHORO É COMO ALIVIASSE O QUE SINTO. MAIS SOU MUITO ANSIOSA E PERCEBI QUE DEPOIS DESSE ACONTECIMENTO VENHO TENDO ATAQUES DE ANSIEDADE SEMPRE. MAIS TENHO MUITA FÉ EM DEUS ELE VAI ME LIBERTAR DISSO TUDO, NÃO QUERO TOMAR REMÉDIOS.HOJE MESMO MARQUEI UMA CONSULTA AO CARDIOLOGISTA COM MEDO DE ESTAR COM PROBLEMAS CARDIACOS, TENHO 25 ANOS E NUNCA SENTI ISSO. GOSTARIA QUE ME RESPONDESSE POIS ME SINTO ALIVIADA EM SABER QUE TEM PESSOAS QUE JÁ PASSARAM POR ISSO E ESTÃO CURADAS. E ACREDITO Q O ASSENCIAL É FÉ EM DEUS, POIS ELE TEM TODO O PODER PRA CURAR.

Bel Bezerra disse...

Olá Daniela!


Sei bem o que é isso, já passei por esses pavorosos quadros de pânico,
é realmente desesperador, mas tem cura!

Ter Fé é o primeiro passo mesmo, acreditar. Mas é necessário buscar ajuda, nem sempre é fa´cil sairmos dese quadro sozinhas e não tenha receios, não hesite em pedir essa ajuda.

Segundo você precisar da ajuda de um psiquiatra,sao especialistas
nesses transtornos, existem medicamentos que nos tiram da crise e
ainda, que nos ajudam a não entrar em crise.

Terceiro, é muito importante um suporte psicologico, precisamos
descobrir o que desencadeou essas crises e desativar esse "botão",

Em meu blog, existem várias matérias sobre transtornos de ansiedade,
pânico, inclusive exercícios que ajudam a relaxar e dominuir a crise,
a respiração é fundamental, mas controlá-la em plena crise é
complicado mesmo.

Procure ajuda do médico o quanto antes, você vai se sentir melhor e
mais seguro, a gente acaba tendo medo de ter medo de tanto que essas
crises nos fazem mal e nos angustiam, prejudicando e mudando nossa
vida.

Se você morar no Rio eu posso te indicar os profissionais que me
trataram, foram peças chaves no meu tratamento e hoje posso te dizer
que as crises eu as controlo e não mais elas me dominam, com isso eu
não tenho mais medo e não faço amis crises.

Eu consegui e VOCÊ tambem VAI chegar lá. CONFIE.

Pode me escrever para desabafar quantas vezes quiser, isso ajuda e muuuuuito!

Beijos e procure se acalmar (sei que é difícil) mas tenha a certeza de
que você não está sozinha.

Namaste.

Bel Bezerra

Anônimo disse...

Ola o meu nome é andreia tenho 28 anos vivo em portugal e tenho passado momentos dificeis com crises de ansiedade vindo do nada da noite para o dia fiquei assim ao ponto de acabar com a relacao que tinha por vezes o barullho do meu filho de 5anos e da minha irma de 2anos fico muito nervosa com vontade apenas que eles se calem no trabalho as vezes e dificil ja fui a um psiquiatra receitou-me uma medicacao mas tive de para-la , pois trabalho por turnos numa maternidade e andava sempre a dormir e mal encarada, procuro todos os dias a razao pela qual isto me aconteceu e nao encontro, e por vezes andar na rua parece de loucos depois comeco a ficar mais nervosa quando nao encontro os tais motivos para isto. O meu email e andreia_vicente24@hotmail. Com . Peço com muita fé a deus que ilumine a minha vida e me ajude a sair desta pois tenho um filho que amo e ele precisa de mim bjs a todos e que deus vos ilumine sempre

Anônimo disse...

Oiie a 5 meses eu senti esses sintomas,e estou desesperada tenho uma bb de 8 meses,eu choro muiito,fui ao piscicologo e ,ele ñ receitou nenhum remedio somente exercicio de respiraçao,mas como isso é tão chato eu nunk termino de fazer,eu ñ sei o que eu faço a minha familia ñ entende isso...ah e esse seu blog me ajudou muiito gostei parabéns... meu email é gilcy_castro@hotmail.com

Unknown disse...

Olá Bel Bezerra,
recentemente sofri uma crise de ansiedade.Iniciei o tratamento com dois medicamentos. Ao terminar o tratamento, percebi que os sintomas retornaram. Minha maior dificuldade é a noite. Tenho insônia, ideia fixa, pensamentos ruins, dificuldade em respirar.
Estou aberta a buscar outros médicos, outros tratamentos que possam me ajudar a sair dessa.
Eu moro no Rio de Janeiro. Se você puder me mandar as indicações dos profissionais que te auxiliaram ficarei grata. Um abraço.
Ps: laineletras@yahoo.com.br

Unknown disse...

Olá Bel!
Recentemente fui diagnosticada com crise de ansiedade. Fiz o tratamento com dois medicamentos. Percebi que ao terminar o uso dos medicamentos, os sintomas retornaram. A maior dificuldade é a noite. Tenho dificuldade de dormir. Isso quando tenho insônia. Tenho ideia fixa, sensação de estranheza, medo, insegurança, dificuldade de respirar.
Estou aberta a busca outros profissionais e outros tratamentos. É limitante. Quero minha vida de volta! Faço terapia. Próximo passo é fazer meditação. Enfim, tudo para melhorar a situação em que me encontro. Eu moro no Rio. Você poderia me indicar os profissionais que te ajudaram? Obrigada e um abraço.

Bel Bezerra disse...

Ola!
Quem foi fundamental para a minha cura foi a Sylvia Pabst, ela é uma psicologa fantastica, mega diferente de tudo que já vi. Seus telefones são: cel 87931134 e do consultorio 2467-7139
Ligue para ela e fale em meu nome e no blog, somos grandes amigas e ela fará de tudo para te ajudar!!!!
Quando quiser conversaf me escreve, ajuda bastante.
Paz Profunda!
Abraço,
Bel