quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Meditação centrada no silêncio.



Para meditar, precisamos primeiro aprender a ficar em silêncio e a guarda-lo em nosso interior.

Isso não significa escapar do ambiente externo e nos fecharmos na realidade interior. Ao contrário, devemos nos tornar receptíveis a tudo que for percebido pelos nossos sentidos. Acolher as sensações sem rejeitá-la. Gradualmente nos tornaremos cada vez mais relaxados e atentos ao mesmo tempo, sem sermos interrompidos, distraídos ou transportados por tudo o que se apresenta em nossa mente.

Por isso, é importante escolher o lugar onde iremos meditar. Precisamos de um ambiente de paz para desacelerar a mente.

Por alguns minutos, fique em silêncio, consciente de que assim poderá purificar a sua mente das emoções impuras e exageradas.

Mantenha o foco sobre cada emoção que surgir, apenas reconhecendo-a como, raiva, tristeza, satisfação, medo, coragem, dúvida, decisão, orgulho, perseverança, apego, calma, irritação, pressa, confiança.

Sinta seu corpo, o movimento de sua respiração e o peso de sua cabeça. Experimente as sensações que ele desperta a cada segundo.

Tente identificar em que parte do seu corpo está cada emoção. Familiarize-se com cada sensação que vier à tona.

É precisamente o fato de estarmos “colados”, isto é, identificados com as emoções que nos faz sentí-las com tensão.

Não é preciso modificá-las. Apenas reconhecê-las. Gradualmente nossa lucidez nos ajuda a nos “descolar” de casa emoção. Assim, não somos mais arrastados por elas.

A tensão diminui e a liberdade interna aumenta.

Aos poucos, dirija sua atenção para a região da barriga. Nela guardamos nossa energia emocional: ressentimentos, dúvidas e expectativas.

Ao inspirar, sua barriga irá se elevar. Ao expirar, ela vai diminuir. Inspire com suavidade, e, ao expirar, libere intencionalmente o que quer que nela esteja contido.

A cada respiração solte mais e mais a sua barriga. Aos poucos você poderá sentir a sensação de calor que surge quando ela está relaxada.

Agora, coloque a mão direita sobre o coração e a mão esquerda sobre a barriga. Perceba como sentir estas duas áreas interconectadas desperta a sensação de confiança, abertura e aceitação. O silêncio incondicional nos leva além da dualidade dos pensamentos.

Utilize essa energia curativa para lidar com as situações difíceis.

Texto extraído do Livro das Emoções, Bel Cesar, Ed Gaia

Bel Cesar é psicóloga clínica com formação em musicoterapia no Instituto Orff em Salzburgo, Áustria – Pratica a psicoterapia sob a perspectiva do Budismo Tibetano – Presidiu o Centro de Dharma da Paz Shi De Choe Tsog, em São Paulo, por 16 anos tornando-se presidente honorária em 2004.


Um comentário:

Rennatha Lins disse...

FOTO MEDITAÇÃO

Relaxação, procura importantíssima para a paz interior e a quietação absoluta da alma.
Imagine que sua mente tem um rosto, faça com que esse rosto se torne sereno. Independente de como ele esteja, busque a paz e o descanso de toda a musculatura facial.
Lembre-se de que você é muito mais do que seus possíveis fracassos.
Segure essa força em sua mente, e como o Buda, fique firme. Junte tuas mãos por alguns segundos para que a energia do esquerdo se una com o direito te potencializando.
Equilibrando-se e concentrando-se na meditação – que é uma conquista muito pessoal e que dependerá apenas da tua luta e do teu esforço -, você chegará a sentir o Sol, e esse Sol poderá ser um novo mundo. Ele vai surgindo bem devagar e se aproximando até ficar bem próximo da tua alma.
Esse novo mundo é só teu, pois ele foi criando pela tua mente ao meditar.
E não esqueça, ele é enorme e está só esperando ser lembrado.
Como o Sol, teu mundo vai te aquecer e te firmar porque dele sairão raios que percorrerão grandes distâncias.
O teu mundo se tornará como as águas cristalinas das cachoeiras mais puras; tranqüilo como os jardins de rosas; perfumado como a natureza e belo como o Sol.
Único!
No início, meditar pode ser algo difícil já que costumamos deixar vários pensamentos atormentar nossa mente, mas não desista, você vai conseguir silenciar a mente e com isso coisas fantásticas em tua vida irão acontecer.
Permita-se surpreender o teu EU com a grandeza do mundo que será capaz de construir com a meditação.